Você sabe dizer quando um alimento é orgânico?
0

Não compre gato por lebre. Tem muita gente vendendo produto convencional como se fosse orgânico. 

Kelly Crosara

Virou febre em todo o Brasil o comércio de produtos orgânicos. É só olhar para o lado que você encontra uma feirinha, um restaurante especializado ou uma prateleira no supermercado com produtos exclusivos. Mas como saber se aquele universo de itens verdes luminosos são de procedência confiável ou não? Para tirar as suas dúvidas, preparamos um check-list para você observar na hora das compras.

1) PROCURE O SELO DE ORGÂNICOS — Todos os produtos orgânicos vendidos em mercados, supermercados ou lojas (físicas ou virtuais) devem conter o selo federal do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orseloorganico1gânica (SisOrg) em seus rótulos. Se forem comercializados a granel, esses alimentos devem estar identificados por meio de cartaz, etiqueta ou outro meio. Essa é a única forma de garantir que esses alimentos estão livres de alterações químicas. A concessão do selo é feita por uma certificadora pública ou privada credenciada no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

 

2) NAS FEIRAS, PEÇA O CERTIFICADO — Especificamente nas feiras, nem todos os produtos orgânicos não precisam de selo. Entretanto, os feirantes devem ter e apresentar a declaração de conformidade orgânica, que demonstra que ele está cadastrado junto ao Mapa e faz parte de um grupo de produtores responsável por ele. Nesse caso, só o produtor, alguém de sua família ou de seu grupo pode estar na barraca, vendendo o produto. Esse mecanismo é chamado de Controle Social na Venda Direta, onde a legislação brasileira abriu uma exceção na obrigatoriedade de certificação dos produtos orgânicos para a agricultura familiar.

3) SE FOR MUITO GRANDÃO, DESCONFIE — muita gente pergunta se dá para saber se um produto é orgânico só de olhar pra ele. Certeza mesmo, a gente só tem com o selo do Ministério da Agricultura, mas se um alimento for muito grande, perfeitinho e brilhoso, desconfie. As frutas, legumes e verduras orgânicas normalmente são um pouco menores que os tradicionais justamente por não serem “bombados” com hormônios, fertilizantes ou conservantes químicos. Mas embora sejam um pouco menores, eles são, sim, bonitos, têm as cores bem fortes e são muito (mas muito mesmo) mais saborosos que os demais. Sem falar que são mais saudáveis e fazem bem à saúde no médio, curto e longo prazos (veja entrevista)

 

4) TEM DE ESTAR NO CARDÁPIO — Os restaurantes, lanchonetes e hotéis que servem pratos orgânicos ou com ingredientes orgânicos devem manter à disposição dos consumidores as listas fornecedores desses alimentos, bem como os cópias dos certificados dos mesmos.

bg_header

O que são alimentos orgânicos?

definição de agricultura orgânica – e, consequentemente, dos alimentos orgânicos é dada pela lei 10.831/2003e basicamente, o que se coloca, é que os orgânicos se diferenciam dos alimentos convencionais, uma vez que esses visam apenas a rentabilidade do alimento – ou seja, a produção em larga escala, que, muitas vezes, ultrapassa os limites do meio ambiente, causando desequilíbrios –; já o orgânico sempre valoriza a cadeia da produção alimentar, desde a plantação e manejo até o consumidor final, formando um comércio justo e solidáriorespeitando o meio ambiente e todos os recursos naturais, uma vez que se busca otimizar o uso de energia e de água.

bg_header

DICA DA UBAIA

Todos os produtos da UBAIA têm selo de certificação orgânica. Nas nossas cestas de saúde só entram alimentos 100% orgânicos e confiáveis. Confira!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

TOP

X
1
Olá, caso precise de ajuda, vou redirecioná-lo para o WhatsApp. Se estiver num computador irei redireciona-lo para o WhatsApp Web.
Powered by